Top

Passeio Parque dos Falcões

Passeio Parque dos Falcões

No artigo de hoje eu falarei do melhor passeio que fiz em minha viagem por Sergipe, um lugar que me ensinou muito sobres as aves silvestres, e também sobre como lidamos com os animais na natureza e os nossos próprios pets.

O Parque dos Falcões é o maior santuário de aves de rapina em Sergipe, simplesmente uma escola, um ato de amar… im-per-dí-vel!!!

Para quem não sabe a maioria das espécies de aves de rapina pode ser encontrada no Brasil. Portanto, se você gosta de aves de rapina o Parque dos Falcões deve estar no seu roteiro ao visitar o Sergipe!

Bom, antes de iniciar eu vou explicar pra vocês o que é uma ave de rapina ok?

  • Aves de rapina: o significado da palavra rapina é raptar, pegar algo. As aves de rapina são carnívoras, fortes, com uma pegada forte rsrs e bicos afiados. Além disso, elas são muito ágeis, enxergam muito bem, escutam melhor ainda.
  • São consideradas aves de rapina algumas espécies de caça ativa, como gaviões, águias, corujas, falcões e urubus. Saiba mais.

Bom, agora que vocês já sabem o que são aves de rapina, vamos saber mais sobre a minha visita ao Parque dos Falcões no Sergipe.

Visita ao Parque dos Falcões

Quem segue a minha página de viagens no Instagram sabe o quanto eu me importo com os animais, sempre divulgo ONGS e apoio projetos relacionados ao bem estar animal.

Quando me convidaram para visitar o Parque dos Falcões eu achava que se tratava de algum tipo de exploração animal, imediatamente me neguei a ir, meus princípios não me permitem fazer nada que envolva a exploração animal. Claro que pesquisei muito antes de fazer essa visita, eu sou dessas, que pesquiso tudo muito a fundo.

Quando eu realmente vi que se tratava de um projeto de reabilitação de aves silvestres e mais do que isso, de respeito aos animais, eu fui e não me decepcionei com o que eu vi.

Meu coração voltou quentinho depois de ver essa preciosidade de santuário e espero te inspirar com o meu artigo.

Dicas do Parque dos Falcões

Dicas do Parque dos Falcões Paula Rocha

Como as aves são tratadas

Os animais são super bem cuidados no Parque dos Falcões e são tratados com dignidade e muito respeito. Os criadores inclusive dão nome para elas! Por lá você conhecerá o Tito, a Zélia, o Bebeto, o Draque, o Dedo, o Azuma, a Pandora, entre outros. E o engraçado é que todas as aves atendem pelo nome de batismo.

Além disso, tem algumas histórias engraçadas sobre os animais. Tem um gavião chamado Psicopata que não deixa ninguém se aproximar dele e ainda uma coruja que se você entrar no parque sem autorização recebe um cascudo na cabeça.

Algumas histórias  são bem perturbadoras e tristes, como da Viúva Negra, uma águia que matou e devorou 6 maridos porque não era alimentada no cativeiro clandestino que viveu. O caso da coruja que teve câncer nos pés porque passou anos no mesmo tipo de poleiro.

São muitas histórias tristes e a maioria delas foram protagonizadas por nós humanos. Ainda bem que existe esse lugar, assim essas aves sofrem menos.

O parque possui mais de 3.500 km² e atualmente é habitado por mais de 300 aves de rapina. Todos os recintos são limpos, bem cuidados e divididos de acordo com a necessidade de cada ave.

Onde fica o Parque dos Falcões

Certamente o Breno está com mais medo da coruja que tudo na vida. Paula Rocha

Localização

O Parque dos Falcões fica localizado aproximadamente a 45 km de Aracajú, especificamente no Povoado Gandu II em Itabaiana, ao lado do Parque Nacional de Reserva Natural. Além disso, o local é o único do país com autorização do Ibama para criação de aves de rapina.

Minha dica:  Pousadas e hotéis com ótimas recomendações e excelentes preços em Aracaju.

Como chegar

Se você está de carro a melhor opção é através da rodovia BR 235 saindo de Aracajú. Nesse trajeto você levará menos de 1 horas para chegar até o Parque.

Se você está com tempo sobrando, a indicação é pegar a SE 245 que oferecerá uma linda paisagem na estrada, certamente os amantes da natureza irão adorar esse caminho! No entanto, o trajeto é mais demorado, são cera de 1 hora e meia até o local por esse caminho.

Como chegar no. Parque dos Falcões

Como chegar no Parque dos Falcões Paula Rocha

História do Parque dos Falcões

O Parque atualmente é mantido por José Percílio e Alexandre Correia, os dois mantém uma parceria de sucesso há mais de 20 anos. No entanto, o pioneiro foi Percílio, somente em 1999 que Alexandre se juntou ao projeto.

Mas a história por trás do Parque dos Falcões começou bem antes! Com apenas 7 anos Percílio ganhou de presente um ovo de Carcará, e após 28 dias sendo chocado por uma galinha nasceu Tito, a primeira ave de Percílio e assim nasceu a sua paixão pelas aves de rapina. Tito ainda é vivo e tem 27 anos.

Percílio é como se fosse um encantador de pássaros, ele conversa com aves, é lindo como ele as entende.

Entre as aves que existem no Parque dos Falcões estão: gaviões, corujas, falcões, socós-boi, pombos, entre outros.
Vale a pena visitar o Parque dos Falcões em Itabaiana

Ibama e o Parque dos Falcões

O Parque dos Falcões tem autorização do Ibama para criação de aves em cativeiro, além disso o parque é referência mundial no manejo, reprodução e reabilitação das aves.

A maioria das aves que chegam até ao parque são vítimas de crueldade humana. O Ibama e o Corpo de Bombeiros levam aves vitimas do tráfico de animais, mutilação, maus tratos e cativeiros ilegais. No Parque dos Falcões as aves recebem o cuidado necessário para se recuperarem da melhor forma possível.

Ao chegarem no parque, as aves passam por vários procedimentos e após o período de recuperação algumas são reintegradas à natureza, enquanto outras ficam no parque recebendo cuidados diários e tem uma boa qualidade de vida.

Olha que legal:

  • Em 2018 o Parque dos Falcões soltaram mais de 70 aves na natureza
  • Em 2020 foram soltas em torno de 50 aves.
  • Nesse ano de 2021 eles vão soltar mais uma nova remessa e que continue assim pra sempre.
O Parque dos falcões tem autorização do Ibama

O Parque dos Falcões tem autorização do Ibama

Quando foi fundado

O Parque dos Falcões foi fundado há mais de 20 anos por José Percílio, no ano de 1999. No mesmo ano Alexandre Correia se juntou a Percílio para ajudar no projeto.

No entanto, a ideia da criação do Parque surgiu anos antes quando Percílio ganhou a sua primeira ave de rapina em 1994. Ele foi aprendendo tudo sobre as aves e surgiu o interesse de criar mais aves e ajudar aquelas vítimas da crueldade humana, e assim nasceu o Parque dos Falcões. Portanto, a motivação da fundação do parque nasceu pelo amor aos pássaros.

Passeio Parque dos Falcões valor

O parque precisa de dinheiro para cuidar das aves e não recebe apoio do governo para se manter. Por isso, é preciso pagar uma tarifa para visitar o local.

Consideramos uma cobrança justa, tendo em vista todo o trabalho que é realizado no local. Além disso, o valor dos ingressos é todo revertido para o tratamento e alimentação das aves de rapina.

Confira algumas informações sobre o local e como visitar.

  • Localização: BR-235, s/n –  Rio das Pedras, Itabaiana (SE)
  • Horário: às 9h e às 14h. As visitas devem ser previamente agendadas
  • Quanto custa: R$ 15 (crianças de 8 a 12 anos) a R$ 25 (adultos); crianças até 7 anos não pagam

Informações e agendamento: (79) 99962-8396; (79) 99885-2522; (79) 99945-9020

Existem várias saídas para o Passeio ao Parque dos Falcões dos hotéis e pousadas da Orla de Atalaia em Aracajú.

Eu conheci esse lindo trabalho através da Farol Tur e recomendo muito, fiz todos os passeios com eles e só tenho coisas boas a dizer. Além disso eles são o único receptivo que levam a partir de 1 passageiro para esse roteiro. Contato Farol Tur: (79) 3011-26-44, (79)9840-0620.

Passeio Parque dos Falcões

Passeio Parque dos Falcões, Lucas meu guia da Farol Tur Paula Rocha

Passeio Rota da Serra

Outra opção bacana de passeio que vai para o Parque dos Falcões é o Rota da Serra, nele você conhecerá melhor a cidade de Itabaiana (capital nacional dos caminhões), tem até motel com entrada pra caminhões e outras diversas atrações locais.  O roteiro do passeio Rota da Serra comtempla:

  • Visita ao Parque dos Falcões
  • Visita a cidade de Itabaiana
  • Passeio pela feira popular
  • Visita as joalherias (ótima pra comprar ouro bbb)
  • Chá da tarde com direito a pôr do sol

A Rota da Serra é um passeio que dura o dia todo e custa em média R$180 por pessoa.

O que fazer no Parque dos Falcões?

A principal atração do Parque dos Falcões certamente é o contato direto com as aves e a oportunidade de aprender mais sobre elas, de respeitar mais os animais. Além disso você consegue fotografar lindas aves de rapina como corujas e gaviões.

chegando ao local é realizado um tour em todos os ambientes do Parque, onde é contado um pouco se cada uma das aves, como elas chegaram lá e também sobre o comportamento.

Após essa aula de educação ambiental o próprio Percílio mostra como as aves interagem com ele, nesse momento você participa da interação com as espécies, é um momento inesquecível!!!

Certamente o mais incrível disso tudo é que o turista pode colocar uma luva na mão e ao comando do guia uma coruja ou uma gavião pousam no seu braço.

Pode ser que você tenha um certo medo com uma ave tão grande vindo em sua direção, mas não se preocupe, Percílio sabe lidar com eles e todos os visitantes ficam em total segurança.

O que fazer no Parque dos Falcões

O que fazer no Parque dos Falcões Paula Rocha

Olha que Interessante

  • O Parque dos Falcões tem o segundo urubu albino do Brasil, que está sendo estudado e catalogado;
  • Tito o carcará de Percílio, é o mais velho do mundo, com 36 anos;
  • O parque também tem o falcão kiri kiri mais velho da América Latina, com 26 anos.

urubu albino do Parque dos Falcões

Onde ficar

Como eu disse logo acima, você pode fazer o passeio para o Parque dos Falcões saindo de Aracaju. Eu como prezo uma boa localização, o lugar que eu me hospedei foi o Hotel da Costa na Orla do Atalaia,  que encontra-se a poucos passos dos principais pontos turísticos, como a Feirinha do Turista, o Centro de Arte e Cultura de Sergipe.

Hotel da Costa dispõe de amplos quartos, com ar condicionado, academia, piscina adulto e infantil, estacionamento gratuito e internet. Certamente você vai gostar.

  • Valor da diária: à partir de R$ 230 para duas pessoas
  • Nota no Booking: 8.4
  • Reservas:verifique disponibilidade e preços aqui.
Onde se hospedar em Aracaju

Onde se hospedar em Aracaju. Hotel da Costa By Nobile. Paula Rocha

Vale a pena visitar o Parque dos Falcões

A resposta é sim! Além de ser um local famoso mundialmente e você avistar várias aves diferentes, você poderá até mesmo acariciar algumas aves. Como por exemplo a coruja Jurubeba, que fica no colo dos visitantes bem dócil, claro que sempre com treinador ao lado.

Um outro motivo de valer a pena visitar o Parque dos Falcões, é passear entre os tocos de madeiras e ver as aves que estão esperando pela hora do seu voo individual, que é realizado diariamente sob orientação de Percílio. É lindo ver essas aves no céu, algumas são totalmente soltas, outras retornam são semi soltas, elas saem para passear e retornam horas depois.

Além disso, você pode fazer um passeio orientando pelas trilhas no Parque Nacional Serra de Itabaiana, que fica bem ao lado do Parque dos Falcões. Esse parque atrai muitos biólogos e pesquisadores da fauna brasileira, tamanha é a diversidade de animais, além da natureza exuberante.

O local é tão famoso que a sua popularidade chegou a vários estados e países, entre eles o Japão! Percílio se tornou referência em treinar aves de rapina e hoje é bastante requisitado para isso.

Fazer esse passeio para o Parque dos Falcões foi mais que uma visita… foi um presente, uma aula de amor e respeito. Certamente você vai também vai amar!!

Enfim, essas são as minhas dicas do passeio ao Parque dos Falcões!

Santuário das aves de rapina em Sergipe

Santuário das aves de rapina em Sergipe Paula Rocha

Todos os nossos artigos sobre Sergipe

Está de viagem marcada para Sergipe?

Veja abaixo todos os nossos 11 artigos sobre esse destinos imperdível no nordeste brasileiro:

  1. Onde ficar em Aracaju
  2. O que fazer em Aracaju
  3. Quanto custa viajar para Aracaju
  4. Onde comer em Aracaju
  5. Melhores Praias de Aracaju
  6. Melhor época para ir em Aracaju
  7. Dicas de Aracaju
  8. Crôa do Goré e Ilha dos Namorados
  9. Praia do Saco e Lagoa dos Tambaquis
  10. Passeio para os Cânions de Xingó
  11.  Passeio Parque dos Falcões

Eu sou Paula Rocha, nascida e criada na pitoresca cidade de Pirapora do Bom Jesus, SP. Apaixonada pelos animais, pela cor rosa e por globinhos de neve. Gosto de cerveja gelada, comer sem frescura e de viajar o máximo possível pagando o justo. Bora viajar?

post a comment