Top

Dicas de Chichen Itza

Chichen Itza Dicas

Esse artigo foi escrito com muito amor e dedicado aos viajantes que, assim como eu, não dispensam uma boa dose de história em suas viagens. Aliás, eu sou aquela que acredita que só se transforma o futuro com o conhecimento do passado e nada melhor do que viajar e aprender durante sua trip. Por isso, trago muitas Dicas de Chichen Itza, a antiga cidade Maia que hoje é um sítio arqueológico que reconta e remonta a história dessa civilização tão culturalmente rica.

Eu vou te contar tudo o que você precisa saber para incluir essa atração em sua programação e olha, na minha opinião é uma das atividades que não podem estar fora do seu roteiro!

Portanto, fica aqui, confere as dicas de Chichen Itza e organiza tudinho aí pra colocar o pé na estrada!

Partiu?

Informações importantes do México

Antes de viajarmos para o exterior, precisamos saber algumas informações básicas para não passar por perrengues, certo?

Então, antes de descobrir as melhores dicas de Chichen Itza, confira as principais informações sobre o país que você precisa saber antes de viajar.

  • Onde fica o México: é um país localizado na América do Norte e faz fronteira com Estados Unidos ao Norte e outros dois países ao Sul: Guatemala e Belize.
  • Capital: Cidade do México
  • Idioma: o oficial é o espanhol, um dos idiomas mais falados no mundo.
  • Fuso horário: o fuso horário é o GMT-5 e a capital brasileira Brasília/DF está a 2 horas a frente da capital mexicana.
  • Tomada: a maioria delas é do tipo A e B e possuem dois pinos chatos e dois redondos.
  • Voltagem: 110 V
  • Precisa de passaporte? Sim, para entrar no México é necessário apresentar um passaporte válido.
  • Precisa de visto? Sim, seja por via marítima ou terrestre, os brasileiros precisam solicitar o visto junto as autoridade mexicanas. Se você tiver o visto americano, não há necessidade, mas precisa levar para apresentar porque eles pedem.
  • Vacina: ao embarcar, será solicitada a carteira de vacinação contra a COVID-19 com 2 doses da vacina. Caso contrário, precisa fazer o teste PCR.
  • Moeda local: a moeda local é Peso Mexicano, porém o dólar norte-americano é aceito na maioria dos pontos turísticos.
  • Melhor chip de internet: Telcel
méxico - informações importantes

Informações importantes sobre o México. Foto: Paula Rocha.

O que é Chichen Itza

Chichen Itza é um dos mais famosos sítios arqueológicos do México, porém era uma cidade pertencente aos maias durante o período pré-colombiano.

Hoje, Chichen Itza abriga a Pirâmide Kukulcán ou El Castillo que é considerada uma das 7 maravilhas do mundo moderno.

O sítio reconta a história da civilização maia, já que era um dos principiais centros utilizados pelo império na época.

A história é antiga e data desde 750 d.C.

O nome de Chichen Itza tem origem do vocabulário maia em que “Chi” significa boca e “Chen” significa “poço”, de modo que a união das duas forma Boca-de-poço. Itza é o nome de que, fundou e habitava a região.

Atualmente, as ruínas de Chichen Itza é uma das principais atrações do México e de fato, deve estar em seu roteiro, pois é incrível!

Onde fica Chichen Itza

Chichen Itza está localizada no México, mais precisamente no estado de Yucatán e no município de Tinum.

Está a aproximadamente 196 km de Cancún, 185 km de Playa del Carmen e 151 km de Tulum , todos localizados no estado de Quintana Roo, inclusive, é possível partir de qualquer uma dessas cidades bases para visitar as ruínas.

Mas calma que vamos falar mais sobre isso já já, ok?

Dicas de Chichen Itza: o que levar na mala

Certamente se você vai a Chichen Itza irá visitar outras regiões, como Tulum e Cancún, por isso, é muito importante preparar uma mala que seja versátil em sua viagem e que atenda a todos os roteiros.

Por isso, aí vão algumas dicas do que levar na mala para sua viagem!

Roupas e calçados

Estamos falando de praia e a depender da época do ano o calor realmente vem para castigar os turistas, viu?

Portanto, coloque na sua mala:

  • Shorts;
  • Blusinhas frescas e camisetas com tecidos leves;
  • Biquínis e sungas;
  • Calças em tecidos confortáveis;
  • Vestidos;
  • Roupas frescas para dormir;
  • Casaco – um casaco levinho;
  • Chinelos, rasteirinhas e tênis – tudo o mais confortável e fresco possível.

Acessórios

Alguns acessórios serão indispensáveis nesta trip, portanto não deixe de fora da sua mala:

  • Óculos de sol;
  • Chapéus;
  • Cangas;
  • Hidrantes corporais;
  • Hidratante labial (importantíssimo)
  • Protetor solar;
  • Carregador de celular e se possível, leve um daquelas portáteis;
  • Produtos para o cabelo e a pele, o sol e mar pedem um cuidado maior com nosso corpo!

Mala pronta, bora seguir com as dicas de Chichen Itza?

dicas de chichen itza

Confira nossas dicas de Chichen Itza e o que levar na mala. Foto: Paula Rocha.

2. Melhor época para ir a Chichen Itza : quando ir

A melhor época para ir à Chichen Itzá coincide com a melhor época para conhecer Cancún e os arredores.

Portanto, durante o inverno mexicano que corresponde aos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março.

É neste período que ocorre também a alta temporada na região, por isso, os preços das estadias e das atrações costumam estar mais caros, porém, são os meses que irão garantir uma temperatura mais amena, ideal para conhecer as ruínas de Chichen Itza.

Outros meses bons para essa visita são: abril, outubro e novembro, pois a temperatura ainda não subiu em abriu e outubro e novembro, embora esteja mais quente, o clima já começa a dar sinais de que o inverno está para chegar.

Além disso, os preços nesses meses são de baixa temporada.

Minha recomendação é que não vá de jeito nenhum nos meses de julho e agosto, pois a temperatura fica muito elevada e passear pelas ruínas deixa de ser um prazer e parece um castigo.

De maio a setembro o índice de chuvas é alto e ocorre também a temporada de furacões, sendo, portanto, a pior época para conhecer Chichen Itza.

Vale ressaltar, no entanto, que existe o fenômeno chamado de luz e sombra que incide na Pirâmide de Kukulcán durante o equinócio da primavera em março e no equinócio de outono em setembro, no qual o sol constitui um movimento em que as sombras formam uma serpente. Legal, né?

Melhor época

Escolha a melhor época para conhecer Chichen Itza. Foto: Paula Rocha.

3. Quantos dias devo ficar para conhecer Chichen Itza?

Os passeios para Chichen Itza costumam durar o dia inteiro, por isso, o ideal é estar hospedado em uma das cidades que servem de base para ir até as ruínas e sair bem cedo para conseguir aproveitar ao máximo seu roteiro.

Inclusive, minha dica é utilizar Tulum ou Playa del Carmen como ponto de partida, pois além de estarem mais próximas de Chichen Itza, as estadias lá são mais baratas.

Por isso, reserve pelo menos 2 ou 3 dias na cidade base e um deles com destino a Chichen Itza.

4. Como se locomover

O passeio todo em Chichen Itza é feito a pé, por isso, a recomendação é que vá com sapatos e roupas bem confortáveis, proteja-se do sol com protetor-solar e chapéus ou bonés.

5. Como chegar em Chichen Itza

As três cidades base para ir a Chichen Itza são: Cancún, Playa del Carmen e Tulum e todas elas podem promover um passeio bate-volta até as ruínas maias.

Para chegar em Chichen Itza existem diversas alternativas: táxi, carro alugado, ônibus ou por tour (excursão em grupo).

Saindo de Cancún para Chichen Itza

  • De carro: é totalmente possível realizar essa atividade por conta. A principal estrada que liga Cancún a Chichen Itza é a 180D, por isso, você deverá seguir por ela até uma cidade chamada Valladolid, já no estado de Yucatán e posteriormente pegar a saída para outra cidade chamada Pisté que esta a 2 km de Chichen Itza. A estrada é bem sinalizada e tem uma boa estrutura ao longo de todo trajeto. O percurso todo deve levar em torno de 2 horas e 40 minutos.
  • De ônibus: partindo do terminal rodoviário de Cancún, a famosa empresa ADO atua com o trajeto entre Cancún e antiga cidade maia, Chichen Itza. A viagem dura em torno de 3 horas e a passagem custa em média R$60.
  • Táxi: essa será certamente a forma mais cara para ir a Chichen Itza, principalmente pela distância entre os destinos. Caso opte para ir dessa forma, negocie previamente com o taxista quanto está disposto a pagar para não haver surpresas.
  • Tour: nas agências de turismo na zona hoteleira de Cancún são comercializadas a excursão em grupo para Chichen Itzá e já inclui o serviço de guia no passeio e os preços costumam varias entre 70 a 130 dólares. Preste atenção na hora de adquirir seu passaporte, pois nem sempre o mais barato será a melhor opção! Pesquise antes as avaliações da empresa por onde irá contratar o serviço.

Saindo de Playa del Carmen para Chichen Itza

  • De carro: o caminho de Playa del Carmen é praticamento o mesmo partindo de Cancún, com a diferença de que você está alocado em del Carmen e deverá seguir em direção a Cancún e depois retornar para pegar a estrada 180 D. Depois basta seguir as mesmas indicações, passar por Valladolid e depois por Pisté. A distância é de aproximadamente 185 km e o tempo de viagem gira em torno de 2 horas e 25 minutos.
  • De ônibus: partindo do terminal rodoviário de Playa del Carmen, vá também até o guichê da ADO e adquira sua passagem até Chichen Itza. A viagem dura em torno de 2 horas e 50 minutos horas e a passagem custa em média R$55.
  • Táxi: Assim como partindo de Cancún, saindo de del Carmen esta também será uma opção cara, portanto, experimente negociar antes e reavalie as outras opções.
  • Tour: nas agências de turismo na zona hoteleira de Cancún são comercializadas a excursão em grupo para Chichen Itzá e já inclui o serviço de guia no passeio e os preços costumam custar a partir de 69 dólares, de modo que crianças até 11 anos pagam cerca de 62 dólares e inclui a entrada para as ruínas, almoço, guia e a entrada para o cenote sagrado.

Saindo de Tulum para Chichen Itza

  • De carro: a forma mais rápida de chegar a Chichen Itza é de carro, uma vez que não existem ônibus saindo de Tulum com destino a antiga cidade maia. O trajeto tem em torno de 151 km e leva em torno de 2 horas de viagem. A principal estrada que liga Tulum a Chichen Itza é a QROO109 e posteriormente deverá seguir pela via 180D, bem como partindo de Cancún e Playa del Carme.
  • Tour: nas agências de turismo na zona hoteleira de Tulum são comercializadas a excursão em grupo para Chiche Itza. As excursões custam em torno de 70 dólares e oferecem geralmente as mesmas atrações no “pacote”: almoço, ingresso, guias e visita ao cenote.
Saiba tudo sobre chichen itza

Saiba tudo sobre Chichen Itza – a antiga cidade dos Maias. Foto: Paula Rocha.

Dicas úteis

  • Se for de carro, lembre-se que há pedágios ao longo do trajeto, portanto, ande com dinheiro. Não são aceitos cartões ou dólares, portanto, leve pesos mexicanos para fazer os pagamentos.
  • Não é preciso solicitar a permissão internacional para dirigir entre as regiões de Cancún, Tulum, Playa del Carmen em Quintana Roo, até as cidade de Yucatán. Por isso, certifique-se apenas de estar com sua habilitação brasileira em dia.
  • Observe as avaliações das empresa antes de contratar seus passeios, pois são caros e o mínimo é que você recebe um serviço de qualidade.
  • Chegue bem cedo, pois ao longo do dia o parque vai ficando bem cheio e a possibilidade de garantir uma boa fotografia e trazer as lembranças de Chichen Itza diminuem, além do sol que faz em Chichen Itza.
  • Se quiser ficar ainda mais perto, recomendo se hospedar em Pisté, pois ela está apenas 3 minutos do Sítio Arqueológico de Chichen Itza, logo, a chance de você ser um dos primeiros a chegar é infinitamente maior.
  • Fique para assistir o show de luzes noturno em Chichen Itza. Ele acontece todos os dias e você pode adquirir o ingresso na própria bilheteria. Custa em torno de R$70. A partir das 20:30 as luzes são projetadas na pirâmide de El Castillo e a história de Chichen Itza e contada por um narrador.
  • Contrate um guia. Na entrada de Chichen Itza existe uma tabela de preços e um guia que fala português em torno de R$315 para grupos.
  • Chichen Itza tem as lojas de artesanato mais baratas de todo México, portanto, recomendo comprar lembrancinhas lá! São muitas opções.

Bom, agora que você já viu quase todas as dicas de Chichen Itza e de como chegar partindo das cidades base, falta pouco para conseguir concluir a sua organização pra essa trip, né?

6. Quanto custa para conhecer Chichen Itza?

Os valores cobrados para conhecer Chichen Itza irão depender muito da forma como irá visitar a antiga cidade maia.

Indo por tour ou por conta, os valores são bem diferentes e por isso, vou trazer uma média com dicas de Chichen Itza e de quanto custa para desbravar essa atração.

  • Tour: existem excursões que partem de Cancún, Playa del Carmen e Tulum. Geralmente o que está incluso: transporte ida e volta partindo do seu hotel de origem ou da própria agência, ingresso para Chichen Itza, guia bilíngue (inglês e espanhol), tempo livre para fotos em Chichen Itza, almoço com comidas típicas, entrada para visitação no Cenote e tempo disponível para banho, visita a Valladolid e parada para comprar lembrancinhas. É possível encontrar a excursão em grupo por valores a partir de R$250.
  • Ingressos e taxas: a entrada do sítio arqueológico não é cara e custa em torno de 85 pesos (R$22), no entanto, é cobrada uma taxa extra do governo que custa 486 pesos (R$126), portanto, o valor total fica em R$146. Importante dizer que nesta modalidade de fazer por conta, não está incluso o serviço de guia turístico dentro de Chichen Itza.

IMPORTANTE: pessoas com mais de 60 anos, aposentados, pensionistas, professores e estudantes em exercício e pesquisadores são isentos de pagamento.

Para saber mais consulte o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH)

7. Dias e Horário de Funcionamento

O Chichen Itza está aberto para visitação de segunda a domingo das 08:00 às 17:00, com encerramento prévio de algumas áreas a partir das 16:00.

Possui capacidade máxima de visitação de 3.000 pessoas diariamente e grupos formados por até 25 pessoas.

8. O que fazer em Chichen Itza: melhores atrações

Se você optar pelo passeio guiado, que na minha opinião é super legal porque alguém vai te contar toda a história do lugar com muita propriedade, você certamente irá conhecer as principais atrações de Chichen Itza, no entanto, se estiver fazendo o passeio por conta, o legal é que ao menos saiba quais lugares não podem deixar de ser contemplados.

De fato, a principal atividade é contemplar as ruínas que datam desde o império maia, mas quais são elas?

Seguindo as dicas de Chichen Itza vamos descobrir o que fazer por lá e quais as principais atrações!

Pirâmide de Kukulcan

Essa é a principal atração de Chichen Itza e inclusive muitos viajantes vão até lá apenas para contemplar essa ruína.

A Kukulcán ou como também é conhecida como El Castillo é um dos mais altos monumentos construídos pelos maias, são aproximadamente 16 metros de altura. Uau, né?

Não é mais permitido subir na pirâmide, pois com o decorrer do tempo, ficou nítido o desgaste em sua estrutura e para preservá-la, agora é possível admirá-la só de longe.

El Caracol

Outro monumento muito visitado em Chichen Itza é o El Caracol.

A construção maia foi usada para a realização de estudos ligados a astronomia e seu nome deriva de uma escadaria na parte interna do monumento que lembra um caracol.

Do alto do monumentos, há centenas de anos, os maias faziam observações importantes das estrelas e de sua movimentação, fazendo do El Caracol uma das ruínas mais interessantes de Chichen Itza.

Templo dos Guerreiros

Essa monumento está próximo a pirâmide de Kukulcán e reúne cerca de 200 colunas de pedra e uma escultura de Chac Mool.

É considerado uma das ruínas mais importantes de Chichen Itza.

Juego de Pelota

Esse é um dos lugares mais legal em Chichen Itza, pois reconta a história da civilização maia e no desenvolvimento do esporte.

É basicamente um campo em que praticam jogos com bola.

Cenote Ik Kil

A apenas 3km de Chichen Itza está o Cenote Ik Kil e a maioria das agências de turismo comercializam o passeio incluindo o acesso ao cenote.

É um dos mais conhecidos e é belíssimo, no entanto, fica sempre bem cheio em razão da chegada em grandes grupos, por isso, a recomendação é chegar bem cedo para visitar Chichen Itza e depois acessar o cenote antes da chegada das excursões.

Outros monumentos

  • El Templo del Jaguar;
  • Plataforma de Vênus;
  • Ossuário;
  • Chichanchob;
  • Igreja;
  • Casa del Venado.

Bom, você notou que tem bastante coisa pra ver, né?

Se for uma visita guiada, ela dura em torno de 2 horas e 30 minutos, depois há um tempo para tirar fotos e revisitar os monumentos que você mais gostou.

Na minha opinião, contratar um guia é a melhor opção, pois eles possuem experiência e conhecem a história local como ninguém.

ruínas de chichen itza

Conheça as ruínas de Chichen Itza. Foto: Paula Rocha.

9. Onde comer

Chichen Itza tem diversas opções de “onde comer”, por isso, fique tranquilo, pois depois da sua longa caminhada desbravando as ruínas maias, você será bem recompensado com a culinária local que é maravilhosa.

Portanto, fique com algumas sugestões e dicas de Chichen Itza e de onde comer!

Polleria Los Pajaros: localizado a apenas 2,8 km de Chichen Itza, o Polleria é um dos melhores restaurantes próximo ao sítio arqueológico de Chichen Itza. O lugar é simples, mas serve uma excelente comida típica mexicana.

Taco Maya Oxtun: esse é o que tem a melhor localização. A apenas 650 metros de Chichen Itza e serve também a tradicional comida mexicana. Os preços são mais altos que em outros restaurantes, principalmente em razão de sua localização privilegiada e por ser um restaurante bem bonito.

Las Mestizas: para comer uma boa comida Yucateca, o las Mestizas é a melhor opção. Localizado a cerca de 2,6 km de Chichen Itzá é um bom lugar para parar e almoçar após seu passeio. Os preços são acessíveis e a comida é muito saborosa.

Pueblo Maya: a cerca de 6 minutos de Chichen Itza, o Pueblo Maya serve uma boa comida latina e o lugar é super bonito.

onde comer em chichen itza

Comidas típicas em mexicanas. Dicas de onde comer em Chichen Itza. Foto: Paula Rocha.

10. Onde ficar

Como venho dizendo ao longo das dicas de Chichen Itza, existem 3 cidades bases para conhecê-la: Cancún, Playa del Carmem e Tulum. Por isso, vou dar uma opção de hospedagem com preço bacana em cada uma delas.

Ahhh e vai uma dica de hospedagem de ouro, uma em Pisté, cidade mais próxima de Chichen Itza, a apenas 3 minutos.

La Casa de Las Lunas

Esse é um hotel localizado a apenas 3 minutos de Chichen Itza e optamos por nos hospedar lá para sermos  os primeiros a chegar nas ruínas e assim garantir boas fotos, além de não ficar tanto no sol durante nosso passeio.

O La Casa de Las Lunas é super confortável, os quartos estão equipados com ar-condicionado, TV e banheiro privativo.

  • Diárias a partir de R$170.
  • Clique aqui e verifique a disponibilidade do hotel nas datas da sua viagem.
onde ficar em Chichen Itza

Hotel em Pisté – apenas 3 minutos de Chichen Itzá: La Casa de Las Lunas. Foto: Paula Rocha.

Downtown Attraction Deluxe

Essa é uma opção baratinha, mas que atende super bem os turistas em Playa del Carmen.

Os quartos do Downtown Attraction Deluxe estão equipados com ar-condicionado, cofre, banheiro privativo e tv de tela plana, além disso está localizada bem próxima da praia.

  • Diárias a partir de R$298.
  • Clique aqui e verifique a disponibilidade das acomodações para as datas da sua viagem.
Dicas de playa del carmen

Acomodação para casais no Downtown. Fonte: Booking.

NH Cancún Airport

NH Cancún Airport é uma opção de estadia com preço bem em conta para casais em Cancún.

As acomodações são confortáveis e estão equipadas com banheiro privativo, ar-condicionado, tv e mesa de trabalho, além de estar localizado próximo a diversos pontos turísticos na zona hoteleira.

  • Diárias a partir de R$430.
  • Clique aqui e verifique a disponibilidade do hotel para as datas da sua viagem.
dicas de cancún

Acomodação para casais no NH Cancún Airport. Fonte: Booking.

Pal Mar Glamtainer Tulum

O Pal Mar Glamtainer Tulum é uma opção muito legal, principalmente por sua localização que está bem no centro da zona hoteleira de Tulum e próximo a diversos atrativos.

Com um conceito bem ligado a rusticidade e a estadias ecológicas, o hotel oferece acomodações com banheiro privativo, ar-condicionado e alguns possuem ainda uma varanda super gostosa.

Ficamos nesse hotel e gostamos bastante.

  • Diárias a partir de R$582 para duas pessoas.
  • Clique aqui e verifique a disponibilidade do hotel para as datas da sua viagem.
onde ficar em Tulum

Dicas de Tulum – acomodação para casais no Pal Mar Glamtainer Tulum. Fonte: Booking

 

Hospedagens que valem a pena em Playa del Carmen, Tulum e Cancún

Playa del Carmen

($) Se você quer economizar, a Casa del Solar e o Hostel Auikyani são pousadas boas e baratas.

($$) Com bom custo-benefício, o Kinta Kan Boutique e o hotel Mary Carmen são confortáveis e bem localizadas.

($$$) Mas se você quer algo mais bacanudo, o Iberostar e o Meliá são os melhores all-inclusive da ilha.

-> Clique aqui e veja as melhores promoções de hospedagem na ilha de Cozumel.

Tulum

($) Se você quer economizar, o Hotel MX Tulum e o Live Tulum são estadias boas e baratas.

($$) Com bom custo-benefício, o Solemn Peaceful Condos e o Jade Tulum Hotel são confortáveis e bem localizadas.

($$$) Mas se você quer algo mais bacanudo, o Una Vida e o Maria del Mar Tulum são excelentes.

-> Clique aqui e veja as melhores promoções de hospedagem em Tulum, no México.

Cancún

($) Se você quer economizar, o Hotel Kavia Plus e o Casa Lara são estadias boas e baratas.

($$) Com bom custo-benefício, o  Vila Sofía Holiday e o Adhara Hacienda Cancún são confortáveis e bem localizadas.

($$$) Mas se você quer algo mais bacanudo, o Occidental Costa Cancún e o Hyatt Ziva Cancún são excelentes.

-> Clique aqui e veja as melhores promoções de hospedagem em Cancún, no México

Eita que tiveram dicas de Chichen Itza até não querer mais hein?

Tenho certeza que agora é só anotar tudo e seguir viagem!

Aaaah e volta depois aqui pra me contar como foi sua trip, hein!

 

Eu sou a Fran, graduada em Letras, professora de Língua Portuguesa, viajante, blogueira, dona do 🐕 Bartholomew e do insta Recalculando a Vida. Sagitariana raiz, a louca da astrologia, apaixonada por boteco, cerveja de garrafa, comida boa, sol, praia e carnaval. Bora viajar?

Envie um comentário

Viajando com a Mala Rosa