Top

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos destinos mais bonitos do Brasil! Aliás, é o terceiro lugar mais lindo que já visitei no país e que tem chamado cada vez mais a atenção dos viajantes. Mas e você, conhece os Lençóis Maranhenses? Não? Então se liga neste post com todas as informações sobre eles! Por outro lado, se você está planejando sua viagem para lá… Atualize aí seu roteiro com as dicas que separei e ganhe o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses!

Os Lençóis Maranhenses formam uma região muito conhecida por suas infinitas dunas e lagoas naturais, formadas a partir da água da chuva. E essas dunas criam uma área de 155 mil km²! Ou seja, temos muita areia para conhecer!

Agora, confira tudo o que você precisa saber sobre os Lençóis Maranhenses na hora de planejar sua viagem. E cuidado, pois há altos riscos de querer viajar imediatamente.

Onde fica o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Os Lençóis Maranhenses formam um Parque Nacional natural com uma área de 155 mil km² no norte do Maranhão, a 250 km da cidade de São Luís, capital do estado. Bem grande, né? E olha, o que tem de grande, tem de lindo!

Não deixe de conferir: O que fazer em São Luís do Maranhão

O Parque é famoso, principalmente, pelas intermináveis dunas e bonitas lagoas, mas existem outras atrações bem legais, porque ainda há uma grande área de vegetação nativa, o que garante muitas trilhas e arborismo. Logo, é um destino bem completo para o ecoturismo! E vale dizer que existem mais de 112 espécies de animais vivendo na área do Parque Nacional, o que gera uma visita riquíssima ao lugar.

Devido à longa extensão dos Lençóis Maranhenses, eles se dividem em três cidades do Maranhão: Barreirinhas, Santo Amaro e Atins. Portanto, para chegar ao Parque Nacional, é preciso antes se hospedar em algum desses municípios, para então aproveitar e se apaixonar pelos Lençóis.

Santo Amaro, Barreirinhas ou Atins: qual a melhor opção?

Porém, não fique em apenas um: super recomendo conhecer os três, pois cada um tem passeios incríveis e dão acesso a pontos diferentes do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Além disso, cada cidade possui suas peculiaridades de turismo. Em Atins, por exemplo, o Kitesurf é a atividade principal, e certamente você vai querer praticá-lo nas maiores lagoas dos Lençóis Maranhenses!

Como chegar nos Lençóis Maranhenses.

Como chegar nos Lençóis Maranhenses

Os Lençóis Maranhenses estão no estado do Maranhão, sendo a viagem de avião até o Aeroporto Internacional de São Luís – Marechal Cunha Machado a maneira mais rentável e prática de chegar até eles.

Embora São Luís, capital do Maranhão, não seja a porta de entrada para os Lençóis, é a cidade que dá acesso para Barreirinhas, Santo Amaro e Atins, as três entradas oficiais dos Lençóis Maranhenses. E por Barreirinhas, Santo Amaro e Atins não possuírem aeroportos, São Luís acabou se tornando a primeira parada do trajeto até o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

Então, a partir de São Luís, a forma mais utilizada para se chegar ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é por Barreirinhas, uma vez que é a maior cidade entre as três e a com melhor infraestrutura. O trajeto, por sua vez, pode ser feito de transfer ou ônibus, durando cerca de 3h30.

Por outro lado, caso opte por Santo Amaro, que é a cidade mais próxima dos Lençóis Maranhenses, o caminho é um pouco mais complicado, já que não tem uma estrada que leve direto ao centro. Aliás, é preciso até mesmo atravessar um rio! O que não é um problema, já que vira praticamente um passeio! hahaha

Agora, no caso de Atins, o percurso é realmente difícil, uma vez que é preciso ir primeiro para Barreirinhas ou Atins, e então pegar outro transporte até o vilarejo.

Confira o post completo: Como chegar aos Lençóis Maranhenses

Como chegar nos Lençóis Maranhenses

Caminho de ônibus para Barreirinhas. Paula Rocha

Destinos próximos dos Lençóis Maranhenses

Numa viagem para os Lençóis Maranhenses há muito o que se fazer e conhecer, inclusive nas cidades próximas. Assim, com apenas uma viagem, é possível conhecer mais de um, dois, três e até mesmo, quatro lugares! E tudo sem sair do plano inicial.

À vista disso, confira logo abaixo os destinos próximos dos Lençóis Maranhenses que você pode adicionar ao seu roteiro.

São Luís do Maranhão

São Luís é a capital do estado do Maranhão e também ponto de partida do trajeto até os Lençóis Maranhenses. Por outro lado, São Luís pode virar também um ótimo passeio! Por exemplo, você pode passar a manhã na cidade e seguir caminho para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses pela tarde, aproveitando bem o tempo.

O centrinho histórico de São Luís é encantador e vale muito a pena conhecer. É um banho de cultura e lazer, propício a caminhadas de apreciação e com boas paradas para refeição.

Aliás, os casarões do centro são tombados e muito bem preservados, o que formam fundos ótimos para fotos. E olha, é uma casa mais fofa do que a outra, todas coloridas e com muitas flores. Uma graça, sério!

Ah, a Igreja da Sé é uma boa e curiosa parada, já que foi inaugurada em 1699 e carrega muita história. Também recomendo uma visita ao Teatro Arthur de Azevedo, que fica aberto para visitação guiada e sempre é palco de shows musicais.

São Luís do Maranhão é um destino voltado ao turismo cultural, com atividades calmas e curiosas. Por ser tão diferente dos Lençóis Maranhenses, vale a pena conhecer!

Jericoacoara

Embora fiquem em estados diferentes, muitas pessoas juntam os Lençóis Maranhenses e Jericoacoara (Ceará), principalmente por serem parte da Rota das Emoções.

Mas, diferente de São Luís, não dá para aproveitar Jericoacoara com poucas horas, então separe alguns dias para conhecer esse lugarzinho lindo! Afinal, Jeri é conhecida por ter muitas lagoas e praias, e cada ponto turístico precisa de, no mínimo, três horinhas de apreciação.

Ah, Jericoacoara é o lar da Pedra Furada, Lagoa Azul e Árvore da Preguiça, três passeios bastante famosos e responsáveis por produzir boas fotos e lembranças.

Delta do Parnaíba

Destinos próximos do Maranhão: Delta do Parnaíba

Delta do Parnaíba. Paula Rocha

Assim como Jericoacoara, o Delta do Parnaíba faz parte da Rota das Emoções e é um destino obrigatório!

Localizado no Piauí, na divisa com o Maranhão, o Delta do Parnaíba está na cidade de Parnaíba, a somente 185 km de Barreirinhas. E embora o percurso até ele possa ser feito em pouquíssimas horas, separe alguns dias para aproveitar tudo o que o Delta oferece, porque a vontade é de ficar para sempre! Então, somente um dia não seria suficiente.

O Delta acontece na foz do Rio Parnaíba, que se divide em vários canais, criando ilhas. Por causa disso, você irá se deparar com praias encantadoras, dunas maravilhosas e lagoas tão lindas quanto as dos Lençóis Maranhenses, além de poder presenciar a produção de caranguejos nos mangues locais.

Conheça o Delta do Parnaíba

Rota das Emoções

A Rota das Emoções é um dos circuitos mais famosos e lindos do Brasil! Nele, você passa por três estados do nordeste brasileiro:

  • Maranhão, onde a atração principal são os Lençóis Maranhenses;
  • Ceará, com Jericoacoara;
  • Piauí, em que o Delta do Parnaíba se torna o foco.

Todos esses três lugares são área de conservação e de ecoturismo, ou seja, espere muito banho de sol, água e areia, além de apreciação de paisagens incríveis!

Inicialmente, a Rota das Emoções era um trajeto criado pelo SEBRAE para aumentar o turismo no litoral nordestino, mas ficou tão famoso que atualmente é parada obrigatória no roteiro de todo viajante. 

Além dos destinos principais, também é possível (e super recomendado, por sinal!) passar para conhecer outros lugares durante a viagem, como a praia de Tutóia, no Maranhão. Fiz uma parada nela antes de seguir para Parnaíba e me apaixonei!

Sugiro fazer todo o percurso de ônibus, sem alugar carro, pois o veículo alugado ficaria parado, uma vez que os passeios da Rota das Emoções são feitos somente com carros credenciados. Aliás, a viagem de ônibus sai infinitamente mais barata do que transfer, mesmo com a organização de agências de turismo.

Inclusive, aconselho a separar 12 dias para fazer a Rota das Emoções. Fiz em 8 e aproveitei bastante, mas ficou um pouco corrido e precisei abrir mão de muitos lugares.

Mas Mala Rosa, oito dias? Não ficou cansativo?

Embora corrido, não foi nem um pouquinho cansativo, sério! Cada parada durante a Rota das Emoções limpava minha alma hahaha

Pôr do sol em Jericoacoara

Pôr do sol em Jericoacoara. Fran Barros

Chapada das Mesas

A Chapada das Mesas é um destino ainda pouco explorado no Brasil, mas que vale muito a pena conhecer! Localizada no Maranhão, na cidade de Carolina, a Chapada das Mesas é lar de diversas cachoeiras e passeios aquáticos, como o lindo Poço Azul.

No entanto, a Chapada é bem afastada de São Luís (854 km), então recomendo passar primeiro pelos Lençóis Maranhenses e em seguida ir até ela. E, quem sabe, cruzar a fronteira e conhecer Tocantins.

Recomendo fortemente uma passada na Cachoeira do Romão e na Cachoeira da Prata!

O que fazer nos Lençóis Maranhenses

Uma vez que os Lençóis Maranhenses têm três portas de entrada, é possível conhecer as três cidades de acesso: Barreirinhas, Santo Amaro e Atins, realizando diversos passeios em seus arredores.

Mas como o maior atrativo do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é o conjunto infinito de dunas e lagoas, as agências de turismo da região criaram circuitos incríveis, nos quais é possível conhecer, no mínimo, quatro lagoas por dia!

Quatro lagoas? Mala Rosa, isso não é pouco?

Olha… Nem um pouco! Isso porque as lagoas são enormes e o caminho até elas se torna uma aventura! Sério, você pega barco, jardineira, 4×4…  E em alguns casos, ainda precisa fazer uma trilha de 2 horas!

Todavia, não é nem um pouco cansativo! Durante o caminho até determinada lagoa, o grupo vai parando nas dunas e se banhando nas lagoas, tomando um sol e tirando fotos. Então os passeios se tornam bem ricos.

Além das dunas, os Lençóis Maranhenses também abrigam outros pontos turísticos incríveis, como o Rio Preguiça, que está ao redor do Maranhão e garante um mergulho em qualquer hora do dia, pois muitas pousadas estão à sua beira.

Outra atração legal é o Mar de Atins, ideal para a prática de Kitesurf.

No entanto, como os Lençóis Maranhenses são o lar das dunas e lagoas, confira as principais lagoas de Atins, Barreirinhas e Santo Amaro, marcando sua presença em cada uma!

Lagoas mais conhecidas de Atins

  • Lagoa Tropical

A Lagoa Tropical está bem distante do povoado de Atins, sendo preciso chegar até ela de veículo 4×4. Porém, a água compensa totalmente a distância: cristalina e com ótima temperatura! Aliás, a área da Lagoa Tropical é enorme e você talvez nem queira sair dela para conhecer as outras hahaha

O passeio tem duração de meio dia e custa R$80 por pessoa.

Lagoas famosas de Atins.

Pôr do sol em Atins. Paula Rocha

  • Lagoa das Sete Mulheres

A Lagoa das Sete Mulheres é a opção ideal para quem quer um lugar pouco movimentado, pois geralmente ela tem um fluxo baixo de turistas, apesar de linda. Isso se dá devido à caminhada necessária para chegar até ela, que é de uma hora. No entanto, caso prefira, pode fazer o percurso de 4×4, o que diminui o tempo para vinte minutos.

Este passeio tem duração de meio dia e dia inteiro, com preços de R$50 e R$70 por pessoa, respectivamente.

Lagoas mais conhecidas de Barreirinhas

  • Lagoa Bonita

O circuito Lagoa Bonita é literalmente o mais bonito de Barreirinhas! Embora a subida de seu acesso seja bem íngreme, vale a pena conhecer! Ah, também há a opção de entrar em contato com sua agência de turismo e pedir para ir de 4×4, porque sério, a subida é bem complicada. Mas uma vez lá em cima, prepare seus olhos, porque você verá os Lençóis Maranhenses como nunca: diversas lagoas, dos mais diferentes tamanhos, ao seu alcance. Uma bem famosa é a Lagoa do Clone, onde foi gravada a novela “O Clone”. Então, sorria, você está em cenário de novela! hahaha

Durante o circuito há tantas lagoas que o Ministério do Turismo nem ousou nominar, porque passariam a vida inteira fazendo isso e nunca terminariam. Já pensou? hahaha

O trajeto é feito inicialmente por 4×4, sendo preciso cruzar o Rio Preguiça de balsa em seguida, o que dura aproximadamente 1h20. E enfim, a subida de 70 metros.

Este passeio tem duração de meio dia e custa R$70 por pessoa.

  • Lagoa Azul

A Lagoa Azul é uma parada bastante famosa em Barreirinhas. Primeiro, é preciso encarar 12 km de estrada de terra. Em seguida, subir em um 4×4 e passar por 2 km de dunas. E então, se inicia o trajeto até a Lagoa Bonita, o que inclui cerca de cinco lagoas. Vale lembrar que o número pode mudar de acordo com as situações das lagoas, uma vez que o cenário muda toda semana, abrindo portas para paisagens lindas.

O passeio tem duração de meio dia e custa R$70 por pessoa.

Lagoas mais conhecidas de Santo Amaro

  • Lagoa da Gaivota

A Lagoa da Gaivota é uma das mais conhecidas de Santo Amaro, já que foi nela em que ocorreu a gravação do filme “Casa de Areia”, com Fernanda Montenegro. Ou seja, sorria de novo, outro cenário de novela! Por sua vez, a Lagoa da Gaivota é enorme, com águas cristalinas e com vista para um pôr do sol lindo!

Seu acesso é bem fácil, sendo possível ir a pé da cidade até ela. No entanto, as agências de turismo optam por fazer a maior parte do trajeto em 4×4, a fim de dar mais conforto e segurança para os visitantes, já que muitos podem apresentar baixa mobilidade e problemas respiratórios e físicos.

O circuito tem duração de 3 horas, com valor de R$70 por pessoa.

Lagoas mais famosas de Barreirinhas, nos Lençóis Maranhenses.

Os Lençóis Maranhenses em Barreirinhas. Paula Rocha

  • Lagoa Betânia

Uma das lagoas mais famosas é a Lagoa Betânia, na qual o guia leva os visitantes em veículo 4×4 para o povoado de Betânia, bem pertinho de Santo Amaro. Já no povoado, o roteiro de passeio começa: você passa pela Lagoa Betânia, que é a mais bonita e a maior de todas, a Lagoa Junco, Lagoa Bela, Lagoa do Amor e Lagoa da Passarela. Todas elas são bem próximas, então carece de pouquíssima caminhada, o que é ótimo, já que não se perde tanto tempo andando para lá e para cá.

Para este passeio, você escolhe a duração: se quer ficar até 6 horas, o valor é de R$70. Mas se desejar aproveitar o dia inteiro no circuito Betânia, o preço aumenta somente R$10, totalizando R$80.

Conheça Santo Amaro do Maranhão

Quando ir aos Lençóis Maranhenses

A melhor época para conhecer os Lençóis Maranhenses é quando as lagoas estão formadas.

Por isso, a melhor época para ir aos Lençóis Maranhenses é de junho a agosto, quando o nível da água está alto e é ótimo para nadar e aproveitar!

Junho é um ótimo mês, pois o risco de chuva nesta época é praticamente nulo e a quantidade de areia e água é bem equilibrada: há os dois!

Além disso, em junho não terá grande procura por não ser mês de férias. Então, se você não gosta de lugares cheios, ganhe os Lençóis Maranhenses em junho! Aliás, as chances de encontrar hospedagem e um passeio mais tranquilo são maiores do que em julho ou agosto, o que facilita muito.

Fora isso, o clima de junho a agosto varia entre 25ºC a 30ºC, o que é bem agradável, pois entra em contraste com as águas fresquinhas e geladas.

Não deixe de conferir o post completo: Quando ir aos Lençóis Maranhenses

Onde ficar nos Lençóis Maranhenses

Os Lençóis Maranhenses têm três cidades de acesso:

  • Barreirinhas: a maior e mais estruturada entre as três, e também a que possui o maior número de opções de hospedagem;
  • Santo Amaro: é cidade mais próxima do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com poucas opções de hospedagem, mas onde tem as lagoas mais bonitas;
  • Atins: um pequeno vilarejo, a cidade mais pequena entre as três e a com menor infraestrutura, logo, com pouquíssimas opções de restaurantes e hospedagem, mas está bem próxima do mar e é o local ideal para esportes, como o Kitesurf.

Se você optar por ficar em Barreirinhas, recomendo a Pousada do Riacho. Por outro lado, se você escolher Santo Amaro, a Pousada Rio Alegre pode te agradar por ser um local rentável e confortável. Agora, se estiver em Atins, vá à pousada Santa María Atins.

Em todo caso, não deixe de conferir o post completo com dicas de onde ficar nos Lençóis Maranhenses, garantindo uma boa viagem com boas hospedagens.Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

Envie um comentário